• Brunno Falcão

Adipômetro x Bioimpedância: métodos de avaliação da composição corporal


Há vários métodos de avaliação da composição corporal, nas quais são uma ferramenta antiga utilizada na área da saúde. Através da sua correta utilização, é possível mensurar a composição corporal de indivíduos e, pode ser utilizada para uma variedade de finalidades, como:

· Monitorar atletas

· Controlar o crescimento

· Controlar o desenvolvimento

· Mensurar o processo do envelhecimento e o desempenho motor

· Associar intervenções nutricionais frente ao treinamento físico

Além disso, após a realização da antropometria, alia-la a análise de dados pode proporcionar ao profissional ferramentas conhecimento a respeito da composição corporal. Tais como o somatotipo, a divisão das componentes de massa corporal, proporcionalidade corporal e a densidade corporal

Contudo, mesmo sendo altamente utilizada ao redor do mundo, a avaliação da composição corporal causa confusão. Um exemplo disso é no que tange a realização da medida da circunferência da cintura, que há relatos do posicionamento da fita sobre o umbigo, acima do umbigo e também abaixo do umbigo. Ou seja, três métodos para realizar a mesma medida. Assim, mesmo sendo uma das medidas antropométricas mais conhecida e utilizada no mundo, a falta de padronização ou do seu conhecimento, gera erros que podem comprometer avaliações, diagnósticos e estudos científicos.

Então pode-se concluir de modo antecipado, que independentemente do método utilizado, conhecer a padronização das medidas seguido da correta análise de dados é o que irá garantir ao profissional a melhor tomada de decisão frente a qualquer cenário.

Adipômetro x Bioimpedância

A utilização do adipômetro em relação a bioimpedância para avaliação corporal ainda gera muita discussão. Isso ocorre em especial, no que diz respeito a comparação entre ambos os métodos. É importante destacar que ambos os métodos possuem pontos positivos e negativos.

A fim de elucidar esses pontos podemos citar:

Na prática, a realização da avaliação corporal com a utilização do adipometro, ocorre com o paciente de roupa intima (roupas de banho ou esportiva leve). No que se refere ao profissional, realiza medições de frente, ao lado e atrás do paciente, onde neste último, não tem visão do que o profissional esta fazendo, o que, naturalmente causa certo desconforto. Contudo, com a correta utilização das equações disponíveis de dobras cutâneas, parece ser mais fiel a realidade

Ainda na prática, a bioimpedância pode ser influenciada por sua calibração, ou falta dela, preparo prévio do paciente para realização do exame (não realizar treinamento em um período de 12 horas antes do exame, não ingerir bebias alcoólicas no dia que antecede o exame, jejum de 4 horas antes do exame, para mulheres, estas não devem estar no período pré-menstrual ou menstrual), pois a corrente elétrica que passa pelo corpo para gerar a avaliação da composição corporal, pode ser influenciada pela quantidade de água presente no corpo no momento do exame, podendo mascarar os resultados. Contudo, a praticidade e o “glamour” que a bioimpedância possui, se destacam como pontos positivos.

Então, por fim, que manter a aplicação o método escolhido durante todas as consultas do paciente e a correta análise dos resultaos é a melhor fermenta para o sucesso da avaliação da composição corporal, independentemente do método escolhido.

download (2).png
whatsapp.png

+55 3003-0805

+55 61 9831-8817

  • instagram bf eventos
  • facebook bf eventos
  • linkedin bfeventos
  • youtube bf eventos

© 2020 por BF Eventos - Conectando você a oportunidades e conhecimento.

FALCAO Produção de Eventos Culturais Eireli
CNPJ: 12.721.104/0001-74